Notícias

Apple Watch 2 a verdade sobre os rumores

Muito pouco se sabe, com certeza, sobre o Apple Watch 2 e Cupertino permaneceu de boca fechada ao longo de 2016. A única coisa certa é que precisam ser feitas mudanças no Apple Watch e depois que você utiliza o relógio por mais de um ano, todos os dias, você concorda que há muito a melhorar, principalmente deixando-o mais independente do iPhone. Apple Watch 2 a verdade sobre os rumores.

Apple Watch 2 a verdade sobre os rumores

O site Wareable foi atrás dos principais especialistas na área para confirmar os rumores e fofocas que rondam a segunda versão do Apple Watch que deve ser anunciada dia 07 de setembro de 2016 às 14hs (horário de Brasília). Vamos aos principais rumores relatados pelo Wareable:

GPS embutido

A falta de um hardware de GPS embutido é uma grande desvantagem para os usuários do Apple Watch em relação a outros relógios inteligentes, preferencialmente no momento de exercícios de deslocamento como corridas. Um chip GPS significaria que o relógio se transformaria em um companheiro de corridas, registrando treinos e claro, você podendo deixar seu iPhone em casa.

GPS embutido

“Eu acho que a Apple vai continuar a fazer o relógio verdadeiramente independente para certos tipos de casos de uso, incluindo o GPS,” disse Bernard Desernauts, CEO da Wristly, a maior plataforma independente de pesquisa do Apple Watch.

No entanto, Stephen Sanguessuga, desenvolvedor de iPhone e iPad do Silicon Valley, acredita que a Apple está tendo problemas com conectividade celular que poderia parar o GPS : “Eu não acho que a especificação para a fase 2 será finalizada a tempo para o lançamento do novo relógio, de modo que a utilização do GPS ainda seria limitada para os usuários”.

A prova d’água

Muito se falou antes do lançamento do Apple Watch que ele seria a prova d’água. A Apple diz em seus documentos que ele é resistente a água de acordo com a classificação IPX7, mas ele não é a prova d’água, mesmo vendo diversos vídeos do YouTube onde usuários mergulham seus relógios em piscinas e ele continua funcionando.

A prova d'água

“Nós vimos que a natação é uma atividade fundamental que os proprietários do Apple Watch desenvolvem com regularidade, então, obviamente, ser capaz de incluir a atividade de natação em seu cotidiano é uma expectativa natural”, revela Desernauts. “7% dos proprietários atuais, eu incluído, nadam com o seu Apple Watch, apesar das advertências e potencial perda de garantia e outros 14% tomam banho de chuveiro regularmente com ele. Assim, apesar de tudo, é bastante claro que o aumento da classificação IPX7 para níveis mais elevados de impermeabilidade renderia melhorada atratividade do mercado.”

Bateria mais longa

Quando a ARM, empresa líder mundial de semicondutores revelou um novo design para uma CPU para uso em dispositivos vestíveis este ano, muitos acreditavam que ele estava destinado para o novo Apple Watch para melhorar a vida da bateria. No entanto, o analista de produtos Apple Rene Ritchie não está convencido. “Não é apenas uma possibilidade”, diz Ritchie, “como um design de referência ARM para uma empresa que faz a sua própria CPU.”

Bateria mais longa

No entanto, mais rumores de que o processador S1 que rodava na primeira versão do Apple Watch será substituído por um chip de 16nm S2, parece estar fundamentada em fatos. “Eu acho que é provável que o Apple Watch 2 terá significativamente maior duração da bateria e moderadamente melhor desempenho por causa dos últimos processos de fabricação do chipset”, revela Daniel Matte. Isto aconteceria para liberar espaço para alguns dos sensores de saúde que, Matte acredita, será entregue com o novo produto.

Apple Watch S

Há muitas pessoas que dizem que não veremos uma versão 2 do Apple Watch quando Tim Cook subir ao palco. Em vez disso, ele anunciará uma versão “S” que seguirá a mesma programação de atualização do iPhone. Isto significaria que nós veríamos um dispositivo onde todas as mudanças acontecem internamente, com atualizações de especificação e mínimos ajustes de design.

Apple Watch S

Stephen Sanguessuga diz: “Neste caso, eu acho que é uma possibilidade que poderia haver uma dupla liberação. Por exemplo, um produto que traz GPS e um processador mais rápido e uma que só vem com o processador. Isto significa que a Apple pode anunciar o novo relógio e uma versão mais barata para a cobiça de seus usuários.”

Tela de Micro LED

Em 2014, com muito pouco alarde, a Apple adquiriu a LuxVue Tecnologia, uma empresa especializada no desenvolvimento de monitores de baixa frequência baseados em Micro LED.

Tela de Micro LED

A aquisição tem alimentado rumores de que a Apple introduziria a tecnologia em seus dispositivos de acordo com a necessidade. E quando se trata do relógio da Apple, há certamente uma necessidade. “O visor do Apple Watch é terrível e é praticamente inútil na luz solar direta”, diz o analista Stefan Svartling. “A Apple precisa lhe dar uma visualização melhor,” ele continuou. O visor de Micro LED oferece uma gama de cores mais ampla e melhores configurações de brilho tornando-os mais eficientes do que o display AMOLED do relógio atual.

“O tamanho do visor do relógio da Apple se adapta perfeitamente a esta tecnologia emergente”, diz o engenheiro de tecnologia de displays Adam D’Souza. “E como parece que um relógio mais fino não é uma prioridade para a Apple, nesta fase do seu ciclo de desenvolvimento, um Micro LED faria ainda mais sentido para emagrecer a caixa volumosa do relógio.” No entanto, a verdadeira questão é quando a Apple utilizará o Micro LED.

“Painéis de Micro LED são ainda mais caros para produzir do que os OLED”, acrescenta D’Souza. “Eu acredito que as margens são ainda muito grandes para a Apple se comprometer com a tecnologia para o próximo Apple Watch. Em vez disso, acho que só veremos o Micro LED no terceiro trimestre de 2017.”

Câmera FaceTime frontal

Pense nas muitas maneiras que a Apple revolucionou nossas vidas: mudando a maneira como nos comunicamos uns com os outros, como nós ficamos online e ouvimos música. E agora, com o próximo Apple Watch, parece que eles também querem revolucionar a forma como nos comunicamos com nossas mães via FaceTime e como tiramos selfies pós-treino. Uma patente de 2016, arquivada pela Apple, possui uma câmera frontal no relógio, integrada no topo do visor.

Câmera FaceTime Frontal

“Este seria um afastamento radical do atual Apple Watch, e eu o considero muito cedo para que isso aconteça”, diz Ramon Llamas, analista influente de wearables da IDC. “A câmera frontal ainda tem que pegar no mercado. Lembre-se do primeiro Samsung Galaxy Gear? Ele veio com uma câmera que depois foi posteriormente removida porque a resolução não era excelente”.

Menor dependência do iPhone

O instituto de pesquisa Wristly revelou que o uso de aplicativos para Apple Watch sem o iPhone superou as demandas dos usuários, com 80% dos entrevistados afirmando que era “muito importante”. Agora, com WatchOS 3 foram atendidos os desejos dos usuários.

Apple Watch 2 a verdade sobre os rumores

Acesso a internet e a nuvem em breve deixarão de ser utilizados através do iPhone, acredita o chefe da Wristly. “Eu não espero que a tecnologia LTE esteja disponível por padrão para todos os modelos de Apple Watch”, diz Desernauts. “Eu vejo isso mais parecido com o iPad, com uma opção que pudesse ser disponibilizada, enquanto permanece sem para o produto base. Eu também não acho que a tecnologia é suficientemente avançada em termos de consumo de energia para fornecer isso sem uma “smartband” como extensão do produto”.

Pulseira com bateria de terceiros

A Apple tem mantido o escritório de patentes dos EUA muito ocupado este ano e apresentou uma nova patente chamada “links de pulseiras funcionais modulares para dispositivos portáteis” que causou euforia nos especialistas que acreditam que a próxima geração do Apple Watch virá com pulseiras inteligentes.

Bateria de Terceiros

Quando a última atualização do WatchOS desabilitou o acesso a porta de carga de bateria que muitas pulseiras de terceiros utilizavam, vários analistas acreditaram que a Apple está trabalhando em suas próprias pulseiras com extensão de bateria.

“É bastante claro que a Apple estava bastante interessada na pulseira de bateria quando eles convidaram a equipe da Reserva Strap aos seus escritórios e com isso eu comprei um monte delas”, diz George Jijiashvili, analista da CCS Insight, que é especialista em tecnologia da Wearable.

“Há uma possibilidade de que a Apple poderá abrir um programa de pulseiras de terceiros para o Apple Watch além de acessórios, como a Pebble tem com seus smartwatches. Mas uma vez que esta é a Apple, eu apostaria que eles preferem ter o controle completo sobre o seu hardware e tudo isso me leva a crer que uma pulseira de bateria própria da marca é susceptível de ser lançada no próximo ano “.

Troca de Saudação

Uma das patentes da Apple para Apple Watch mais faladas neste ano foi a “troca de saudação”, que lhe permite trocar dados levantando a mão (high five), batendo os punhos, apertando a mão ou simplesmente dando um abraço. Acredita-se que a capacidade de troca de arquivos entre relógios poderão se adaptar ao gesto executado pelo usuário para transferir informações de um relógio para o outro por exemplo dando um aperto de mão em um contato de negócios ou um abraço em um amigo.

Troca de Saudação

“A tecnologia já está lá e isso parece ser uma funcionalidade que já foi feita para o relógio”, diz Sanguessuga. “É um pouco enigmático, mas provavelmente vai conquistar uma grande gama de potenciais compradores, essencialmente, se a Apple liberar um Apple Watch S.”

Botões Adicionais

A Coroa Digital tem tido uma renovação de patentes com dois botões preso nela. Não há nenhuma funcionalidade detalhada no pedido de patente, exceto um comentário geral de que eles poderiam ser: capacitivo ou físico.

Botões Adicionais

“A desvantagem do relógio da Apple, é que o acesso a seus recursos mais usados requer que você pare e olhe para a tela e, com precisão quase cirúrgica navegue para um aplicativo específico em uma tela pequena”, diz Jijiashvili.

“Eu acho que seria lógico permitir que os próprios usuários decidam o que esses botões fazem como botões físicos. Você pode, por exemplo, verificar rapidamente o placar, tempo ou executar o leitor de música. Quando estiver em movimento seria interessante programar os botões físicos para algo que você precise. Eu pessoalmente achei muito útil e intuitivo ao utilizar o Pebble e eu acredito que esta será uma adição bem-vinda ao relógio da Apple”.

No entanto, nem todos estão convencidos.

“Será que realmente precisamos de mais pequenos botões para fazer coisas que a interface do usuário pode fazer de uma forma mais simples, mais natural?” argumenta o designer de relógios Daniel Will Harris. “Será que ele sempre tem que ser sobre hardware? Eu acho que a Apple deve saber melhor do que nós. Seus clientes não estão realmente comprando hardware; eles estão comprando um sonho. Sonhos devem ter menos botões, não mais “.

Quer saber as novidades do novo sistema operacional do Apple Watch? Acesse nossa matéria aqui.

WatchOS 3 quais serão suas novidades
Previous post

{:br}WatchOS 3 quais serão suas novidades{:}{:en}WatchOS 3 What’s coming next Autumn{:}

Atualize seu Apple Watch para o novo WatchOS 3
Next post

Atualize seu Apple Watch para o novo WatchOS 3

watchdicas

watchdicas